Defensoria Pública consegue absolvição para Assistido em Tribunal do Júri


DPE/Araguaçu Publicado em 03/12/2015 às 08:12:05

No Tribunal do Júri de Araguaçu, realizado na última terça-feira, 1º, foi a julgamento o assistente de serviços gerais J.R.M., 33 anos, acusado de tentativa de homicídio qualificado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima (Art.121 §2°, IV c/c Art.14 II). Conforme a denúncia, em novembro de 2007, no município de Araguaçu, o acusado deflagrou disparos de arma de fogo em face de W.N.S., tendo lesionado a vítima.

O defensor público Kita Maciel garantiu a absolvição do acusado, o qual embasou sua tese de defesa na absolvição do acusado. Os jurados votaram e entenderam, por quatro votos a zero, que o réu deveria ser absolvido.

Tribunal do Júri

O Tribunal do Júri julga crimes dolosos contra a vida, é composto por um juiz togado, seu presidente e por 25 jurados que são sorteados dentre os alistados, sete dos quais constituirão o Conselho de Sentença em cada sessão de julgamento. O Tribunal do Júri é formado ainda pelo Ministério Público que é o autor da ação; vítima(s); réu(s); a defesa, que pode ser constituída por advogado ou Defensor Público.

Texto: Keliane Vale

 Usuário Externos do SEI

Multímidia

Áudio Ver todos >>

Áudio Book Infantil - 03 - Ter Direitos é Ter Deveres Tambem...